O presidente da Câmara da Póvoa de Lanhoso, Avelino Silva, e o seu antecessor, Manuel Baptista, que é vereador com o pelouro da Gestão Urbanística e Fiscalização, são suspeitos de favorecimentos em concursos públicos para a contratação de quadros superiores para o município. Na passada terça feira, dia 7 de agosto, várias equipas de inspetores da Polícia Judiciária de Braga estiveram, durante todo o dia, nos Paços do Concelho, a recolher documentos relativos aos concursos. Ao que o Correio da Manhã apurou, os dois autarcas (PSD) ainda não foram constituídos arguidos.
A brigada de Combate à Corrupção e Crime Económico da PJ de Braga investiga ainda denúncias de favorecimento a particulares na construção de obras ilegais. Terça feira, dia 7, ao início da manhã, as equipas de inspetores fizeram buscas no gabinete do presidente, Aveino Silva, e do vereador, Manuel Baptista. Os investigadores procuravam, sobretudo, documentos relacionados com os concursos públicos para a contratação de quadros superiores para o município – que, segundo as denúncias feitas, seriam realizados ‘à medida’ dos candidatos, lesando, desta forma, outros concorrentes.
No que toca às obras particulares, Avelino Silva e Manuel Baptista são igualmente suspeitos de ‘fechar os olhos’ a alguma obras ilegais, não ordenando fiscalizações ou vistorias, apurou o Correio da Manhã.
Fonte do gabinete de Avelino Silva confirmou as buscas e acrescentou a o CM que a câmara “colaborou com a investigação de forma tranquila”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here